×
MENU

Bodyboards

Bodyboard para todos

O bodyboard tem na realidade a sua origem na antiga forma de surfar as ondas com a barriga, sem qualquer forma de equipamento. A prancha de bodyboard em si difere de uma prancha de surf dado que esta não tem quaisquer quilhas.

Há algumas formas diferentes de surfar com uma prancha de bodyboard. De bruços, drop knee e de pé. A mais popular é e de bruços, permitindo realizar manobras que não são possíveis de fazer se estiveres a surfar uma prancha de surf normal. Dado que a prancha de bodyboard não tem quilhas para manter-te estável, é uma arte em si manter uma prancha de bodyboard a deslocar-se na direção correta. Por outro lado, o facto de não ter quilhas abra a possibilidade de realizares manobras inacessíveis para uma prancha de surf, tais como 360s.

Quando escolhes a prancha correta, deves medir a distância do chão até ao umbigo. O nariz da prancha de bodyboard deve ficar algures entre o topo da tua anca e o teu umbigo. Se és um bodyboarder pesado ou se surfas ondas mais pequenas, é importante procurares uma prancha que te mantenha a flutuar. Não cometas o erro comum de comprar uma prancha mais comprida para obteres mais flutuabilidade. Ao invés, deves escolher uma prancha mais larga com uma cauda ligeiramente mais larga e/ou um núcleo mais espesso também.

Uma prancha de bodyboard deve ser sempre lisa

Deves certificar-te de que a tua prancha é lisa. Segura a prancha pela sua extremidade e olha ao longo do rail para garantires que a prancha é realmente lisa. As pranchas com muito rocker fazem com que seja difícil apanhar as ondas dado que empurram a água e são mais lentas. Precisarás do rocker para virares, mas deves conseguir alcançá-lo na prancha enquanto surfas a onda. Esta manobra é fácil de aprender - difícil de dominar.

SkatePro